sexta-feira, 12 de abril de 2013

Programação da Fundaj nesse mês de abril


A exposição “Cajus” está em cartaz na sala Mauro Mota, da Fundaj/Casa Forte (Avenida 17 de Agosto, 2187), de terça a sexta-feira, das 8h30 às 17h, e aos sábados e domingos, das 13h às 17h. A exposição, que conta com um projeto expográfico do arquiteto Rodrigo Cantarelli, do Museu do Homem do Nordeste, é uma iniciativa da Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (MECA), da Fundação Joaquim Nabuco, que homenageia o jornalista, professor, geógrafo e poeta Mauro Mota, ex-diretor executivo da Fundaj, e a sua obra, Cajueiro Nordestino.

Exposições - A Fundação Joaquim Nabuco conta com três exposições individuais, dos artistas Bruno Faria, Paulo Almeida e Jorge Menna Barreto, ocupando, ao mesmo tempo, as Galerias Baobá e Massangana, além do Jardim do Museu do Homem do Nordeste (Avenida 17 de Agosto, 2187, Casa Forte), e o edifício da Fundaj/Derby (na Rua Henrique Dias, 609).

As exposições apresentam os resultados das pesquisas dos três artistas selecionados pelo projeto Residências Artísticas, para desenvolvê-las no Recife. Elas têm curadoria de Bitú Cassundé, Helmut Batista e Moacir dos Anjos. A visitação pública, e gratuita, à exposição, pode ser feitas de terça a sexta-feira, das 9 às 12 horas, e das 14h às 17h. Nos sábados, domingos e feriados, as visitações são das 13h às 17h.


V CONCURSO DE VIDEOARTE I - Está à mostra ao público, até o dia 28 de abril, na Galeria Vicente do Rêgo Monteiro, da Fundaj/Derby (Rua Henrique Dias, 609) a exposição “V Concurso de Videoarte – Marcelo Coutinho e Regina Parra”, que tem curadoria de Ângela Pryston, Kleber Mendonça Filho e Moacir dos Anjos.
PERÍODO.

V CONCURSO DE VIDEOARTE II - Será realizado no dia 25 de abril, das 19 às 22 horas, dentro do V Concurso de Videoarte, um Bate-papo com os artistas Marcelo Coutinho e Regina Parra, na Sala Aloísio Magalhães / Galeria Vicente do Rêgo Monteiro, da Fundaj/Derby (Rua Henrique Dias, 609).
 PERFORMANCE - O Grupo Indigestão apresenta o espetáculo “Cozinha Experimental de Indigestões Artísticas – Como era gostoso meu antropófago”, na sexta-feira, dia 19 de Abril (Dia do Índio), das 17 às 21 horas. No Jardim do Museu do Homem do Nordeste (Avenida 17 de agosto, 2187, Casa Forte).

SEMINÁRIO - Acontece no dia 23 de abril, das 19 às 22 horas, na sala João Cardoso Ayres, da Fundaj/Derby (Rua Henrique Dias, 609, 1º andar), o Seminário: “O Tempo das Imagens – 13 encontros com Yann Beauvais”, sendo o 1º Encontro: Paul Sharits ou a ampliação do cinema.

FUNDAJ INSCREVE PARA MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - Está aberto o edital de seleção para o Mestrado Profissional em Ciências Sociais para o Ensino Médio da Fundação Joaquim Nabuco (MPCS/Fundaj).  As inscrições vão até o di 30 de abril e o processo seletivo será realizado no mês de maio. Serão oferecidas 15 vagas com aulas previstas para iniciarem em agosto de 2013. Para mais informações, faça o download do edital e da ficha de inscrição.

O principal objetivo do MPCS é qualificar, em nível de pós-graduação stricto sensu, professores de Sociologia, do ensino médio ou licenciados em Ciências Sociais ou Sociologia. Por meio dessa iniciativa, a Fundaj visa consolidar a Sociologia como uma ferramenta crítica a partir da articulação de suas teorias clássicas com a prática científica e os atuais resultados de pesquisas sociais, o que constitui um campo no qual a instituição possui mais de 60 anos de experiência.

REVISTA COLETIVA, DA DIRETORIA DE PESQUISAS SOCIAIS DA FUNDAJ

A nova edição da Revista Coletiva ( www.coletiva.org ), de jornalismo científico, publicada pela Diretoria de Pesquisas Sociais, da Fundaj, está no ar. Ela é de periodicidade quadrimestral, e discute, em seu novo número, o assunto: “Parto e Nascimento”, trazendo artigos, entrevista, reportagem e um especial com notícias antigas sobre as primeiras cesarianas realizadas no Recife.

Segundo texto desta edição, a de número 9, da Revista Coletiva, “o Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de partos cirúrgicos. A situação é alarmante, pois enquanto a Organização Mundial da Saúde(OMS) recomenda uma taxa de 15%, o Ministério da Saúde identifica que, na rede privada, os partos cesáreos chegam a 82% e, na rede pública, 37%”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário