quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Contação de Histórias do grupo O Tapete Coador no fim de semana

Foto: Divulgação
O grupo O Tapete Voador, de Camila Puntel e Bruna Peixoto, leva apresentações gratuitas para toda a família neste mês de Agosto. O Tapete Voador tem projetos voltados ao fomento da leitura, da escrita e também ao prazer de ouvir boas histórias, com repertório repleto de temas e autores diversos. A dupla fará apresentações  durante todo o mês na Saraiva do Shopping Rio Mar, na Saraiva do Shopping Recife, Museu do Estado de Pernambuco (MEPE), Madá Food Park e no Hotel Village porto de Galinhas

O grupo é formado pela dupla Camila Puntel e Bruna Peixoto, que acredita que é na infância onde é possível construir as lembranças afetivas e o caráter das crianças. "É justamente nesse momento que precisamos passar o bastão das nossas tradições, e nada melhor que música, teatro e boas histórias para educar de forma lúdica e com muita criatividade", explica Camila Puntel, atriz e idealizadora do projeto.

Programação do Cinema São Luiz (17 a 23 de Agosto)

Clique na imagem
Confira a programação do histórico Cinema São Luiz entre os dias 17 e 23 de Agosto de 2017. O Cinema fica localizado na Rua da Aurora, 175 - Boa Vista. 

Dia da fotografia celebrado hoje no Atelier de Impressão (ADI)

Duas gerações, olhares diferentes e uma mesma visão: a fotografia como arte. Esta é a proposta de “Entretempos”, evento que será lançado pelo Atelier de Impressão (ADI) hoje, reunindo profissionais da área para um bate-papo descontraído em torno das experiências de cada um, do universo atual e o futuro da fotografia.

A primeira edição do projeto terá como convidados os fotógrafos João Urban e Flora Negri, com mediação de Fred Jordão. O acesso é gratuito é começa às 19h, no espaço do ADI, onde também funciona a Arte Plural Galeria (APG), no bairro do Recife. 

A proposta é reunir, periodicamente, profissionais de diferentes gerações para que possam compartilhar com o público suas histórias e debater sobre a arte fotográfica.  O lançamento do evento, em agosto, marca a comemoração ao Dia Mundial da Fotografia, celebrado em 19 de agosto. 

“Essa troca de experiências é fundamental para que possamos entender, refletir e avançar nesse momento de transformações pelo qual passa a fotografia”, diz Gustavo Bettini, do ADI e um dos idealizadores do evento.

*Da Assessoria de Comunicação

Serviço:
Entretempos
Onde? Atelier de Impressão/ Arte Plural Galeria (Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife)
Quando? 17 de agosto, às 19h

Entrada franca. Informações: 3424.4431

Programação do Cinema da Fundação (17 a 23 de Agosto)

O Cinema da Fundação funciona desde a década de 1980 com uma programação quase exclusiva no Recife. Atualmente na  Avenida Dezessete de Agosto, 2187 - Casa Forte, o espaço funciona de terça-feira a domingo. Confira a programação e as sinopses dos filmes:

Exposição Ukioye – A magia da gravura japonesa na Caixa Cultural

Foto: Jaime Acioli
A exposição é uma verdadeira imersão na cultura tradicional japonesa. Sob a curadoria de Anna Paola Baptista, a mostra traz um conjunto de 74 gravuras realizadas no Japão entre os séculos XVII e XIX, 14 volumes de livro precursor dos mangás, 9 máscaras e 110 obras apresentadas virtualmente. Os trabalhos são de autoria dos maiores mestres dos séculos XVII ao XIX – Harunobu, Utamaro, Kuniyoshi, Hokusai, Hiroshige, Yoshitoshi – e através delas pode-se acompanhar o desenvolvimento da técnica da xilogravura colorida e apreciar as principais temáticas desenvolvidas pelos artistas. As máscaras são oriundas das tradições culturais das danças dramáticas, as procissões religiosas e representam personagens mitológicos como gênios e dragões. As obras pertencem a duas das mais importantes coleções de arte brasileiras: o acervo dos Museus Castro Maya e a coleção João Maurício de Araújo Pinho, ambas do Rio de Janeiro.

Serviço:
Ukioye – A magia da gravura japonesa
Caixa Cultural Recife

Avenida Alfredo Lisboa, 505 – Bairro do Recife

CineFórum exibe A Colmeia neste sábado

Neste sábado às 16h, o CineFórum, do Instituto Cervantes do Recife, projeta o filme A Colmeia do espanhol Mario Camus, baseado na novela homônima do Prêmio Nobel de Literatura (1989) Camilo José Cela (1916-2002). 
 
Sinopse: A história começa, e continua às vezes, no café La Delicia. O café está sempre repleto de pessoas que fogem do frio, que se refugiam nas conversas, na companhia e nos sonhos… São sessenta personagens dentro e fora do café, que vemos viver nas ruas e nas casas da cidade. É uma torrente de gente que às vezes é feliz, e às vezes, não. Como fundo, a paisagem urbana da Madri pós-guerra, tão especial, tão distinta, tão sórdida, tão luminosa... às vezes.

Serviço:
Instituto Cervantes do Recife
Dia 19 às 16h

Avenida Governador Agamenon Magalhães, 4535 - Derby

Teatro de Santa Isabel recebe concerto gratuito da Orquestra Sinfônica do Recife na próxima quarta-feira

Foto: Andréa Rego Barros
No próximo dia 23, todos os acordes serão eruditos no Teatro de Santa Isabel. A partir das 20h, a Orquestra Sinfônica do Recife apresenta o sexto concerto do ano, sob a regência do maestro Marlos Nobre. Aberta ao público e com entrada franca, a apresentação é uma realização da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura. Os ingressos serão distribuídos na bilheteria do teatro, uma hora antes da apresentação.

O programa escolhido para o mês de agosto pelo maestro Marlos Nobre abre com a ópera Carmen, do compositor francês Georges Bizet. A ópera em quatro atos estreou em 1875, em Paris, tendo sida interpretada no Brasil somente em 1881, no Rio de Janeiro, onde ganhou cadeira cativa. Tornou-se uma das óperas mais populares do Teatro Municipal carioca, somando quase 100 récitas em 30 temporadas.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Jussara Silveira revisita carreira no projeto Samba de Bamba no dia 22

A baiana Jussara Silveira é a atração de agosto do projeto Samba de Bamba. Terça-feira (22), no Teatro da Caixa Cultural Recife, ela apresenta o show “A Ordem é Samba”, pensado especialmente para a ocasião, no qual revisita sua carreira iniciada nos anos 1990. A artista, considerada por Gal Costa uma das três melhores cantoras do País e definida por Arnaldo Antunes como intérprete de “densidade emocional extrema, que não deságua em dramaticidade”, pegou o título para este show emprestado da música de Jackson do Pandeiro para compor um roteiro esmerado, em que a graça e a leveza do samba se ajustam a letras e melodias significativas e harmonias apuradas. Jussara, que já no primeiro de seus 11 discos foi agraciada com o Prêmio Copene/1995 (atual Brasken), será acompanhada por dois grandes músicos: o percussionista e baterista Marcelo Costa, produtor de três dos seus álbuns, e Muri Costa, violonista e mestre em arranjos vocais. Os ingressos têm preços populares: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Durante o apresentação, serão projetadas imagens da Bahia dos anos 50, registradas pelo cineasta Alexandre Robatto. Jussara Silveira conta que a escolha do repertório foi feita a partir de sua própria discografia - sambas que gravou ao longo da carreira ou cantou em shows. Estarão lá de Assis Valente a jovens compositores, como Tiganá Santana, Moreno Veloso, J. Velloso e Paquito, passando por Roque Ferreira, Batatinha e Dorival Caymmi, com destaque para o samba “Lá Vem a Baiana”, gravado por ela no premiado álbum “Canções de Caymmi”, que faz parte da trilha hollywoodiana do filme “The Break-Up” (“Separados pelo Casamento”) - com Jennifer Aniston e Vince Vaughn, pontuando a relação amorosa daquela comédia romântica.