sábado, 19 de maio de 2018

Almério faz show neste domingo-20, no Teatro de Santa Isabel visando recursos para sua primeira tournê internacional


Almério
O cantor pernambucano Almério  faz show único neste domingo-20.05, às 19 horas, no Teatro de Santa Isabel para angariar recursos para sua primeira tournê internacional, marcada para julho começando por Lisboa.
“Desempena” é o nome do espetáculo homônimo do seu segundo disco, que mostra Almerio em forma de música, poesia, em atitude agregadora com seus pares, acompanhado pelos músicos Juliano Holanda (violão e guitarra), Philipe Moreira Sales (flautas e pífanos) e Marconiel Rocha (percussão). Com direção de Andre Brasileiro e produção de Tadeu Gondim da Atos Produções,  o Desempena tem 1h10 de duração, com ingressos comercializados na bilheteria do Santa Isabel no valor de 50 reais inteira e no site da Sympla.
Por agora a agenda da tournê internacional de Almerio que está se compondo, com shows marcados em Lisboa, Porto, Coimbra e Amarante. Na abertura do Grande Encontro no Coliseu de Lisboa e Porto, Almério faz 50 minutos do show Desempena. Na bagagem do artista os figurinos de Xuruca Pacheco complementam a beleza do espetáculo.
"Desempena", com Almério, no Teatro de Santa Isabel
No show Desempena, um repertório autoral e em parceira: Desempena Almério), Trêmula Carne (Juliano Holanda), Lá vem ele ((Isabela Moraes e Pablo Patriota), Não nasci pro amor (Juliano Holanda e Martins), minha casa de você  (Almério), dentre outras composições.
Serviço:
Show Desempena – Almério

Quando/Onde/Hora: Domingo 20 de maio, ás 19 horas, no Teatro de Santa Isabel
Ingressos: 50 reais inteira e 25 reais meia na bilheteria do teatro
Teatro Santa Isabel (bilheteria) : 3355-3323
e site da Sympla



Casa da Rabeca celebra 16 anos de tradição e exaltação à cultura


Aniversário terá comemoração regional para abrir os festejos juninos no espaço neste sábado (19/05), às 21h, com Petrúcio Amorim, Nordestinos do Forró e Forró Serrado

Em 2002, nascia um dos pontos de cultura mais sólidos e expressivos de Pernambuco. A Casa da Rabeca, fundada pelo Mestre Salustiano, celebra neste próximo sábado (19/05) 16 anos de exaltação às manifestações culturais do Estado. A comemoração acontece em ritmo de forró, antecipando o clima dos festejos junino. Cantam no palco da casa Petrúcio Amorim, Nordestinos do Forró e Forró Serrado, a partir das 21h. A entrada é gratuita.

A noite revisitará o melhor do autêntico forró pé-de-serra nordestino, esquentando o público para a época junina. O forrozeiro Petrúcio Amorim, com mais de 30 anos de carreira e muitos sucessos musicais, fará show comemorativo à data, relembrando canções icônicas como “Tareco e Mariola” e “Filho do Dono”.

Forró Serrado


As bandas Nordestinos do Forró e Forró Serrado agitam ao interpretar músicas autorais dos grupos, além de clássicos do forró pernambucano. Além das atrações culturais, a Casa da Rabeca dispõe de infraestrutura completa de serviços, com comidas e bebidas típicas, além de estacionamento privado para os visitantes.
  
SERVIÇO:
Aniversário de 16 anos da Casa da Rabeca
Petrúcio Amorim + Nordestinos do Forró + Forró Serrado
Quando: sábado, 19 de maio de 2018
Onde: Casa da Rabeca do Brasil (Rua Curupira, 340, Cidade Tabajara – Olinda/PE)
Horário: 21h
Entrada gratuita
Mais informações: (81) 3371-8197


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Nesta sexta-feira, dia 18, Luiza Fittipaldi faz o show "De Volta"


Luiza Fittipaldi faz show "De Volta"
O show De Volta tem um significado especial para a artista quando, num formato intimista,  acompanhada por um instrumento de corda e uma percussão, ela interpreta novas composições suas junto à obras de outros artistas renomados e amigos.
Temas como o amor, o desamor, a paz e o caos visíveis nos dias atuais serão abordados em forma de música e poesia. Canções como Milágrimas, de Itamar Assumpção, Ouriço, de Juliano Holanda, Peregrinos, de Carlos Ferrera e Lucas Crasto, entre outras, fazem parte do repertório. No palco, as participações especiais de Thiago Martins, Isadora Melo e Luna Vitrolira. Na percussão, Tomás Melo e na guitarra, GugaMoscoso.  A produção é de Marah Rúbia, da Soplar produções.

Canções como Milágrimas, de Itamar Assumpção, Ouriço, de Juliano Holanda, Peregrinos, de Carlos Ferrera e Lucas Crasto, entre outras, fazem parte do repertório.

SERVIÇO:
Dia: 18 de maio
Local: Naylê Comedoria
Hora: 21h
R$ 15,00
Reservas :(81) 99692-3010 ( Jú Araújo)

Agenda 

Luiza Fittipaldi  também faz o show "De  Volta ” no dia 26 de maio, às 21h, no O Mundo Lá de Casa. Nesse show, haverá as participações especiais de  Lucas Torres, Carlos Ferrera e Sue Ramos.
Couvert: r$ 20,00
O mundo lá de casa


quinta-feira, 17 de maio de 2018

Teatro de Santa Isabel celebra 168 anos com concerto da Banda Sinfônica




Apresentação será nesta sexta-feira (18), às 20h. Para participar, basta retirar o ingresso na bilheteria a partir das 19h

Patrimônio, palco e berço da arquitetura, da história e da cultura brasileiras, o Teatro de Santa Isabel completa, nesta sexta-feira, 18 de maio, 168 anos de existência, resistência, elegância, aplausos e casa sempre cheia. Para celebrar a data, a Banda Sinfônica do Recife realiza, a partir das 20h, um concerto gratuito e aberto ao público.

O programa preparado pelo maestro Nenéu Liberalquino para a noite de festa passeará da música erudita ao frevo. A noite começará com o célebre Bolero, de Maurice Ravel, e continuará com a não menos famosa Wave, de Tom Lobim. Serão executadas ainda Funk Attack, de Otto Schwarz, além de um medley de composições de John Williams e outra compilação de trilhas sonoras que fizeram sucesso nos filmes de James Bond.

Festival Nacional do Frevo realiza segunda semifinal nesta sexta (18)

A partir das 19h, oito candidatos se apresentarão no Compaz Governador Eduardo Campos. Evento é gratuito e aberto ao público

Sexta-feira (18) é dia de Frevo no Alto de Santa Terezinha. O Compaz Governador Eduardo Campos recebe, a partir das 19h, a segunda semifinal do Festival Nacional do Frevo. O concurso, promovido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, vai premiar as melhores composições de frevo, entre 274 inscritas, com  gravações audiovisuais em estúdio profissional e apresentações remuneradas no Festival de Inverno de Garanhuns deste ano e no Carnaval de 2019.

Mostra do Cinema Europeu começa amanhã


Para os cinéfilos, uma ótima oportunidade para encontrar os amigos, tendo como programação os bons filmes da Mostra de Cinema Europeu que acontece a partir de amanhã, sexta-feira, dia 18 de maio. E a temática é pertinente: a democracia.

A Mostra de Cinema Europeu acontece nos meses de maio e junho em onze capitais brasileiras e celebra em grande estilo o «Dia da Europa», festejado dia 9 de maio, data que marca o inicio da formação da União Europeia. Neste ano, o tema da Mostra de Cinema Europeu é «Democracia em Cena», um importante valor para a União Europeia.

A mostra será  realizada de 18 a 23 de junho e os 12 filmes de diversos países da Europa serão exibidos em duas instituições, no Instituto Cervantes e no Porto Digital/Porto Mídia.  A entrada será gratuita, sujeita à lotação do auditório. Os filmes têm legendas em português. Horário: sempre às 19hs.

RECIFE (PE)


Programação da Mostra do Cinema Europeu 
AUDITÓRIO PORTO DIGITAL
Rua do Apolo,235 - Recife Antigo (entrada pela Rua do Observatorio)

18 a 23 de junho
ENTRADA FRANCA

Dia 18 de junho/19hs
23-F.O FILME 
 
 
Dia 20 de junho/19hs
A universidade perdida
PAÍS: Espanha 
Título em português: 23-F. O filme. 
Título original: 23-F. La película.

Direção: Chema de la Peña
Ano: 2011
Duração: 105 min.
Gênero: Drama, Historia
Sinopse: 
O fracassado golpe de estado de 23 de fevereiro de 1981, que começou com a apreensão do Congresso dos Deputados e terminou com a libertação dos parlamentares, colocou a democracia espanhola em grande risco. Enquanto Tejero e seus homens mantinham os deputados como reféns, o Rei, de seu escritório, tentou conter o exército e organizar as forças civis. No meio, um quadro complexo onde Milans e Armada moviam as cordas. Na parte de trás do palco, a Espanha vivia no rádio e na televisão. "23F" é a história de três golpes: o de Milans, o de Armada e o de Tejero. O golpe falha quando Tejero começa a entender que foi usado.
Prêmios:
·         Goya 2011. Indicada para melhor ator coadjuvante.

Dia 19 de junho/19hs
Palme


PAÍS: Suécia
Título em português: Palme
Título original: Palme 
Direção: Maud Nycander e Kristina Lindström
Ano: 2012
Duração: 105 min
Gênero: documental
Classificação indicativa: 7 anos
Sinopse: 
Em 1986, o Primeiro Ministro da Suécia, Olof Palme, foi baleado abertamente nas ruas de Estocolmo. Naquela noite de fevereiro, a Suécia transformou-se. O filme PALME trata sobre sua vida, tempo e a Suécia que ele criou. É sobre um homem que mudou a história. Durante a sua vida, Palme foi transportado dos enredos da classe alta para tomar o seu lugar entre os democratas socialistas. Olof Palme foi um menino do escalão dos privilegiados que acabou criando a sociedade mais igualitária do mundo.
O habilidoso político dirigido pela sua paixão à justiça social. O orador ardente que achava inspiração nos contos infantis de dormir. O democrata persuasivo que incitou os EUA a convocar o seu embaixador de volta para a Suécia. Admirado e odiado além do paralelo. Nem antes nem depois dele houve políticos parecidos. Com Olof Palme, um país tão pequeno como a Suécia afetou a política internacional de alto nível.  O jovem Olof Palme era brilhante, atraía homens e mulheres. Cheio de entusiasmo, ele viajou o mundo inteiro e criou impressões, também influenciando a história. O mundo estava aos seus pés. Possibilidades. Visões. Vontade de transformar. Esse filme sobre Olof Palme é uma viagem no tempo, em imagens e experiências.

Dia 20 de junho/19hs
O Bockerer IV - Primavera de Praga 


PAÍS: Áustria

Título em português: O Bockerer IV - Primavera de Praga 
Título original: Der Bockerer IV- Prager Frühling

Direção: Franz Antel
Ano: 2003
Duração: 90 min
Gênero: Drama politico
Classificação indicativa: 6

Sinopse: 

O açougueiro Karl Bockerer de Viena, que já foi protagonista em três outros filmes da história da Áustria, vai casar no ano 1968 a sua empregada Anna. ELe é convidado pelo filho adotivo à cidade de Praga, na ex- Republica Tchecoslováquia, para passar a lua de mel. O plano do filho de abrir uma filial do açougue, e a “Primavera de Praga” na época do comunismo causam muitos problemas e confusões para a família Bockerer, e quando as tropas Soviéticas tomam posse do país, a família Bockerer quer voltar com urgência para Viena. Mas primeiro eles têm que tirar o filho da prisão.
Dia 21 de junho/19hs
A história da linha verde 

PAÍS: Chipre

Título em português: A história da linha verde 
Título original: The story of the green line

Direção: Panikus Chrissanthou
Ano: 2017
Duração: 113 minutos
Gênero: Drama
Classificação indicativa: 16 anos  
Sinopse: 
Uma história na “linha verde” de Nicósia, onde um muro de barricadas e arame farpado divide uma cidade e um país. Após a guerra, vizinhos que viviam em harmonia se tornaram inimigos. Um soldado cipriota grego e um soldado cipriota turco guardam seus postos em lados opostos da linha e fazem um acordo para visitar suas antigas vilas. Uma jornada perigosa com motivos secretos, mas que prova que muros não podem dividir amizades verdadeiras.

Dia 22 de junho/19hs
Sangue nas águas


PAÍS: Hungria

Título em português: Sangue nas águas
Título original: Szabadság, szerelem

Direção: Krisztina GODA
Ano: 2006
Duração: 123 minutos
Gênero: Drama / Guerra / Histórico / Romance
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: 
Uma nação cujo sonho de liberdade foi devastado, encontra seu rival em um campo de batalha diferente neste filme inspirado em uma história real. Sangue nas Águas celebra a heroica Revolução Húngara de 1956 que se passa em Budapeste e nos Jogos Olímpicos de Melbourne em outubro e novembro desse ano. Enquanto tanques soviéticos arrasavam seu país a equipe húngara de polo aquático vencia os soviéticos na disputa de polo aquático mais violenta da história.
Dia 23 de junho/19hs
Zeus

PAÍS: Portugal

Título original: Zeus
Direção: Paulo Filipe Monteiro
Ano: 2016
Duração: 2h35
Gênero: biográfico
Sinopse: 
Esta é a história real de Manuel Teixeira Gomes. Um escritor de ótima literatura erótica que é eleito Presidente da República – caso único no mundo. Promove políticas reformistas, apoia os operários, combate a banca. Mas, ao fim de 26 meses diz: basta. Estou farto. Qual é o primeiro barco a sair de Lisboa? Não é daqui a um mês, é já. Zeus? É um cargueiro? Não me importa, hão-de levar-me. Não me interessa para onde vão. Parto sem um papel, nada que me lembre a minha vida de escritor ou de Presidente. E assim, aos 65 anos, muda de vida. Vai para o Norte de África, convive com os nômades do deserto, instala-se na Argélia, aí morre 15 anos depois. A sua vida deu um filme: um hino à vida, à liberdade, à coragem, ao sensualismo e à amizade.

Programação da Mostra do Cinema Europeu


Instituto Cervantes Recife
Av. Gov. Agamenon Magalhães, 4535 - Derby


Dia 18 de junho/19hs
O atirador 

PAÍS: Dinamarca

Título em português: O atirador 
Título original: Skytten
Direção: Annette K. Olesen
Ano: 2013
Duração: 89 minutos
Gênero: Thriller político
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: ​
”O atirador” é um filme de viés político no qual Copenhague se encontra sitiada por um atirador inteligente e determinado. No drama, o novo governo dinamarquês, contrariamente às suas promessas eleitorais, anuncia extração de petróleo na Groenlândia. Isso gera uma violenta reação pública frente aos novos planos que prejudicam o meio-ambiente. O pesadelo da democracia se transforma em uma realidade assustadora – e agora um atirador está em liberdade nas ruas de Copenhague.
Dia 19 de junho/19hs
Se não nós, quem? 


PAÍS: Alemanha

Título em português: Se não nós, quem? 
Título original: Wer, wenn nicht wir

Direção: Andres Veiel
Ano: 2010-11
Duração: 124 min
Gênero: Drama/Biografia
Classificação indicativa: 12 anos

Sinopse: 
No início dos anos 60, em meio à atmosfera da Alemanha Oriental, Bernward Vesper (August Diehl) conhece e se apaixona pela colega de universidade Gudrun Ensslin (Lena Lauzemis). Filhos de pais com papeis importantes no governo Hitler, o casal, ativista político, abre uma pequena editora, causando polêmica logo no primeiro trabalho, quando Bernward dá continuidade a algo começado pelo pai, Will Vesper, autor famoso cuja obra foi usada pelo nazismo. Contrários ao conformismo da sociedade alemã, os jovens unem forças com escritores e demais ativistas, fazendo parte do movimento que tomou proporções globais: "Se não nós, quem, se não agora, quando?"

Prêmios:
·         Indicado para o Urso de Ouro no 61º Festival Internacional de Berlim
·         Andres Veiel (diretor): Prêmio Alfred Bauer- Festival Internacional de Berlim
·         Prêmio de Cinema Alemão de Melhor Ator-August Diehl-2011
·         Prêmio de Cinema Alemão de Melhor Design de Produção: Christian M. Goldbeck-2011
·         Prêmio de Cinema Alemão de Melhor Edição: Hansjörg Weißbrich
·         Prêmio de Cinema Alemão de Melhor Atriz: Lena Lauzemis-2011

PAÍS: França
Título em português: A universidade perdida, Vincennes
Título original: Vincennes, l'université perdue
Direção: Virginie Linhart
Ano: 2016
Duração: 1h 35min
Gênero: documentário
Sinopse: 
Aberta a todos, a universidade de Vincennes, criada no outono de 1968 e destruída em 1980, encarnava a possibilidade de outro sistema de ensino. Entre nostalgia e reflexão, este documentário homenageia uma historia esquecida.Na floresta de Vincennes, antigamente, existia uma universidade revolucionária. Maio de 1968 deixou seu legado e durante doze anos, Vincennes cresceu, se agitou, incomodou, atraindo os melhores professores do país: Michel Foucault, Gilles Deleuze, Hélène Cixous, ou ainda Jacques Rancière.

« A floresta que pensa » se torna um lugar de referência misturando militância e aprendizagem. As lutas são cotidianas. Mas este caos alegre se encontra enfraquecido por histórias de drogas, pretexto ideal para destruir os prédios de Vincennes no verão de 1980. Então, o que sobra destes doze anos efervescentes?
Dia 21 de junho/19hs
Vox Populi

PAÍS: Reino dos Países Baixos

Título em português: Vox Populi
Título original: Vox Populi
Direção: Eddy Terstall
Ano: 2008
Duração: 1h40
Gênero: sátira política / comédia
Classificação indicativa: 12
Sinopse: 
Jos Fransen é um político veterano que enfrenta uma crise de meia-idade. Ele é o líder do partido de esquerda Rood-Groen, mas ultimamente o partido não está indo bem nas pesquisas. Sua filha Zoë começa a namorar com o policial militar Sjef. O pai de Sjef, Nico, é um autêntico vendedor de carros de Amsterdam que odeia políticos. Através dos olhos de Sjef e Nico, Jos está começando a perceber como “as pessoas” enxergam a política. Inspirado por Sjef, Nico e Savo (o cunhado iugoslavo de Sjef), Jos Fransen começa a incluir ideias mais populistas no seu, anteriormente, partido politicamente correto e começa a subir nas pesquisas de opinião. Isso é tudo para aborrecimento de seus colegas elitistas do partido.
Prêmios:
·         Gouden Kalf para melhor ator coadjuvante

Dia 22 de junho/19hs
A máfia mata só no verão
 
PAÍS: Itália
Título em português: A máfia mata só no verão
Título original: La mafia uccide solo d’estate
Direção: Pif (Pierfrancesco Diliberto)
Ano: 2013
Duração: 85 min.
Gênero: comédia, drama
Sinopse: 
Ambientado na Sicília contemporânea, o filme é o conto tragicômico da vida de Arturo, que desde jovem cruza o caminho da máfia. Ele é uma criança particularmente sensível às peculiaridades que ocorrem diariamente na sua cidade e sofre o mesmo destino de todos os jovens jornalistas e ativistas que enfrentaram a verdade de frente e que muitas vezes tornam-se vítimas da máfia. A partir da vida pessoal do protagonista e de sua banal historieta de amor, o filme visa mostrar a organização criminosa não apenas como uma entidade marginal da sociedade do sul da Itália, mas como um organismo que infiltra-se em todos os aspectos da vida dos habitantes desta região e na cultura coletiva.
Prêmios:
·         Festival de Cinema de Turim: Prémio do Público - 2013
·         2 Prêmios David di Donatello: Melhor realização; Prêmio David Jovem - 2013
·         2013, 2 Nastro d'Argento: Melhor novo realizador; Melhor argumento - 2013
·         Globo de Ouro: Melhor argumento - 2014
·         Ciak de Ouro: Ciak de Ouro Alice/Jovem - 2014
·         Festival Internacional de Cinema de Bari: Prémio Francesco Laudadio de melhor primeiro filme   - 2014
·         Trailers FilmFest: Prémio do Público de melhor trailer do ciclo de cinema - 2014
·         Cidade de Misilmeri: Prémio Rocco Chinnici - 2014
·         2 Prêmios Festival de Cinema de Busto Arsizio: Prémio do Público; Melhor argumento - 2014
·         2 Prêmios Festival Bimbi Belli: Melhor filme; Melhor debate - 2014
·         27.º Prêmios do Cinema Europeu: Melhor filme de comédia - 2014
·         Festival do Cinema Italiano de Annecy: Grande Prémio Fictício - 2014
·         Festa do Cinema Italiano: Prémio do Júri de melhor filme - 2014

Dia 23 de junho/19hs
Pássaros, órfãos e loucos 

PAÍS: Eslováquia
 Título em português: Pássaros, órfãos e loucos 
Título original: Vtáčkovia, siroty a blázni

Direção: Juraj Jakubisko
Ano: 1969
Duração: 79 minutos
Gênero: drama
Classificação indicativa: a partir dos 18 anos
Sinopse: 
A parábola mosaica sobre dois rapazes, uma moça e um senhor louco, pessoas que enfrentam um mundo violento, um mundo louco, sem ideais, sem esperança, que relembra fortemente a atmosfera da sociedade na antiga Tchecoslováquia depois de agosto de 1968 (invasão das tropas da União Soviética e outros membros do Pacto de Varsóvia). Juntos, os três amigos, sobrevivem ali somente graças a sua “loucura” – mesmo com os horrores da invasão, os três tentam encarar a realidade de uma forma otimista e fantástica, conduzindo a vida baseada no princípio da brincadeira e da filosofia da alegria.
Prêmios:
·         1973 - Segundo Prémio ao diretor Juraj Jakubisko no Avoriaz Fantastic Film Festival (França)
·         2008 - Globo de cristal ao diretor Juraj Jakubisko no Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary (República Tcheca)